Como usar anúncios do Facebook para vender curso online

Anúncios Facebook ADS

Quer saber como usar anúncios do Facebook para gerar mais leads e vendas para seu curso online? Confira este guia completo para a criação de uma estratégia de publicidade no Facebook para o seu negócio.

Gerar vendas é um desafio comum para todos os tipos de empreendedores, e os criadores de produtos digitais não são exceção. Quando se trata de vender cursos online, mesmo se você tiver um público considerável, pode chegar um momento em que você tenha esgotado seus esforços promocionais.

Assim, suas chances de conquistar novos clientes se tornam mínimas. Nesse ponto, é fundamental atrair novas pessoas para começar a gerar vendas. Para muitos criadores de infoprodutos de sucesso, a solução para aumentar seu público e vender mais é usar anúncios do Facebook/Instagram.

Com mais de um bilhão de usuários ativos por mês, o Facebook oferece é uma maneira eficaz de atingir seu público-alvo.

Seu funil de vendas e a jornada do cliente

Por si só, os anúncios do Facebook não substituem um processo de vendas. Na verdade, eles são mais bem utilizados para enviar clientes em potencial para um processo de vendas existente. Em outras palavras, eles não substituem a necessidade de um funil de vendas.

Um funil de vendas refere-se a uma sequência de etapas que convertem seu público-alvo em clientes pagantes. É o processo que você usa para atrair e convencer clientes em potencial a comprar seu curso online.

Os funis de vendas mais eficazes refletem a jornada do cliente. Além disso, atendem às necessidades psicológicas em cada estágio do processo de compra. A jornada do cliente se refere à sequência de etapas pelas quais um comprador passa antes de tomar uma decisão de compra.

Esta jornada começa com o comprador tomando conhecimento de um problema que deseja resolver (ou um resultado que deseja alcançar). Depois, segue considerando várias soluções que podem ajudá-lo. Por último, escolhe uma solução específica e realiza a compra.

Portanto, um funil de vendas que espelha a jornada do cliente tem etapas crescentes que orientam um comprador em potencial. Isso ocorre desde o estágio de conhecimento até o estágio de decisão.

No topo do funil, seu objetivo é gerar reconhecimento para seu infoproduto. Assim sendo, deve esclarecer o problema para o qual seu cliente em potencial está procurando uma solução. No meio do funil, seu objetivo é adquirir um lead, movendo-o para o estágio de consideração da jornada do cliente.

Na parte inferior do funil, seu objetivo é apresentar sua oferta e pedir que eles tomem uma decisão de compra. A partir daqui, deve movê-los para o estágio de decisão da jornada do cliente.

Usar anúncios do Facebook: Terminologias básicas

Antes de nos aprofundarmos em quais tipos de campanha e anúncios criar, vamos examinar algumas terminologias básicas.

Uma campanha é um guarda-chuva sob o qual viverão vários grupos de anúncios que têm o mesmo objetivo. Por outro lado, um conjunto de anúncios é um grupo de anúncios com o mesmo objetivo.

Um anúncio é o que será exibido para os usuários específicos que você segmentar. Você provavelmente criará várias variações de um anúncio para testar qual versão é a mais eficaz.

Uma campanha pode ter vários públicos-alvo, vários conjuntos de anúncios e várias versões de anúncios, resultando em dezenas (ou mesmo centenas) de combinações possíveis de públicos-alvo, conjuntos de anúncios e variações de anúncios.

Por exemplo, você pode criar uma campanha com o objetivo de promover as postagens do seu blog. Dentro dessa campanha, você pode criar um conjunto de anúncios para cada uma das postagens do blog que está promovendo.

E dentro de cada conjunto de anúncios, você pode criar várias versões de um anúncio para ver qual delas funciona para fazer as pessoas clicarem no link para sua postagem no blog.

Tipo de campanha 1: Criação de público (Conscientização)

A menos que você já tenha um público existente (de um blog, canal do YouTube, lista de e-mail, rede social, etc.), a primeira coisa que você deve fazer é usar anúncios do Facebook para criar uma campanha de construção de público.

Como o termo indica, é uma campanha criada especificamente para construir um público de clientes em potencial para o seu produto digital.

No entanto, o objetivo de sua campanha deve ser identificar segmentos específicos de usuários que estão mais interessados ​​em seu curso online: seu público-alvo.

A ideia aqui não é gerar leads ou vendas, é gerar reconhecimento para o seu infoproduto. Isso é feito exibindo anúncios em seu conteúdo gratuito, como postagens de blogs, vídeos, etc.

Quando alguém clicar em seu anúncio e consumir o seu conteúdo gratuito (algo que seja relevante para o seu curso online), esse visitante estará mostrando que está interessado no tema do seu produto digital. Portanto, você pode dizer com segurança que essa pessoa integra seu público-alvo.

À medida que você aumenta o tráfego para seu site exibindo anúncios para seu conteúdo gratuito, você constrói um público de pessoas que expressaram interesse no tema do seu curso online e que agora, pelo menos até certo ponto, conhecem e confiam em você.

Observação: dependendo do tamanho do seu público existente, você pode pular para a criação do segundo tipo de campanha neste guia. Em vez de usar anúncios do Facebook para identificar e atingir seu público-alvo, você pode executar uma campanha para seu público existente (leads).

Como criar um público personalizado para campanhas de construção de público

A chave para criar um público personalizado para fins de prospecção é não ser muito específico. O Facebook não vai mostrar seu anúncio para todas as pessoas.

Eles vão mostrar para um determinado segmento do seu público, em um esforço para identificar que tipo de pessoa naquele público tem mais probabilidade de clicar em seu anúncio.

O algoritmo do Facebook trabalha para combinar o anúncio certo com a pessoa certa no momento certo.  Então, se você usar anúncios do Facebook para um público pequeno, não dará a plataforma outra escolha a não ser mostrar seu anúncio muitas vezes para as mesmas pessoas.

Como resultando, essa será uma experiência negativa para os usuários. Por outro lado, ao criar um público personalizado que não seja muito restrito, você estará dando ao Facebook um grupo maior para jogar.

Portanto, para anúncios de prospecção, recomendamos criar públicos-alvo personalizados com pelo menos milhares de pessoas (um milhão de pessoas é ainda melhor) e deixar o algoritmo fazer sua mágica.

Por exemplo: você pode definir um orçamento de R$ 20 por dia para cada segmento do seu público e deixar os anúncios serem veiculados por alguns dias e depois analisar os dados:

Nesse caso, seu anúncio pode direcionar o visitante para um artigo do seu blog com conteúdo referente ao seu curso online. Talvez você gaste um pouco mais de R$ 400 neste teste, mas é provável que receba milhares de impressões, gerando algumas centenas de cliques para a postagem do seu blog.

A um custo de R$ 0,20 por clique, um desses públicos-alvo testados pode gerar quase o dobro de cliques que os outros. Assim você poderá definir o segmento em que deve focar.

Usar anúncios do Facebook: Tipos de públicos-alvo personalizados

Existem dois tipos de públicos-alvo personalizados que você pode criar para suas campanhas. O primeiro é um público-alvo personalizado com base em interesses.

Nesse caso, você deve especificar a faixa etária e as cidades em que deseja que seu público esteja (dados demográficos). No entanto, a coisa mais importante que esses usuários terão em comum é uma pessoa ou negócio que seguem (seu interesse).

O segundo é um público semelhante, ou seja, que se assemelha muito a um público personalizado que você já criou, como seus leads, por exemplo.

Tipo de campanha nº 2: Captação de e-mails (leads)

O segundo tipo de campanha do Facebook é uma campanha de criação de lista de e-mails. O objetivo é gerar leads para o seu produto digital.

Você pode pular a campanha de conscientização e ir direto para a campanha de captação de leads.

No entanto, é provável que gaste mais dinheiro para adquirir um lead do que gastaria se focasse nas pessoas que já sabem quem você é (porque eles viram o seu conteúdo e / ou anúncios de conscientização) do que as pessoas que nunca foram expostas ao seu conteúdo antes.

Com uma campanha de captação de leads, você está essencialmente exibindo anúncios com a intenção de “pedir” às pessoas que de bom grado forneçam seus endereços de e-mail em troca de algum tipo de recurso gratuito (e-books, minicursos, etc).

O tipo de recurso gratuito que você cria não é tão importante quanto para quem você o cria e o quanto isso o ajuda.

Tipo de campanha nº 3: Aquisição de cliente (vendas)

O terceiro tipo de campanha do Facebook é uma campanha de aquisição de clientes. Se você está vendendo cursos online, esses são os anúncios que o ajudarão a converter leads em clientes pagantes. Dessa forma poderá começar a gerar lucro com todos os seus esforços de marketing e publicidade.

Por exemplo, vamos supor que você esteja prestes a lançar um curso online. E você já criou uma lista de e-mail de clientes potenciais antes do lançamento (uma estratégia fortemente recomendada).

Assim que o curso for lançado, as pessoas da sua lista receberão um e-mail informando que as inscrições já estão abertas. Muitos devem visitar sua página de vendas, mas alguns não vão comprar.

Essas pessoas que deixaram a compra para depois começarão a ver seus anúncios no Facebook para que se lembrem de comprar o curso.

Esse é um exemplo de criação de anúncio para “incitar” as pessoas a comprarem um curso online para o qual já passaram pelo processo de venda.

Sem dúvida, esses tipos de anúncios podem ser muito eficazes porque são direcionados as pessoas que já passaram por um funil de vendas.

Como usar anúncios do Facebook: Criando uma campanha

Ok, agora que analisamos os diferentes tipos de campanha para as quais você criará anúncios, é hora de mostrar como realmente usar anúncios do Facebook para criar uma campanha.

Primeiramente, faça login em sua conta de negócios do Facebook (não em sua conta pessoal). Em seguida, siga estas etapas:

1 – No menu superior esquerdo, clique no botão ‘Criar’.

2 – Defina uma meta para sua campanha (tráfego, visualizações de vídeo, geração de leads, conversão, etc.).

3 – Nomeie sua campanha (por exemplo, “Promoção de postagem no blog”).

4 – Nomeie seu conjunto de anúncios (por exemplo, “10 dicas para perder peso”).

5 – Escolha para onde enviar o tráfego (por exemplo, “site ou página de vendas”).

6 – Selecione seu público-alvo.

7 – Selecione seus canais (o Facebook recomenda o uso de canais automáticos).

8 – Escolha seu orçamento, programação e preferências de otimização (por exemplo, R$ 5 por dia durante 30 dias, otimizado para cliques de links).

Algumas das etapas listadas acima têm várias opções e subetapas. Para obter instruções mais detalhadas sobre como criar uma nova campanha, confira os tutoriais do Facebook para anunciantes.

Usar anúncios do Facebook: 5 elementos principais

Todos os 5 elementos que vamos citar aqui são necessários, mas a menos que você tenha um motivo muito específico para não usar um deles, recomendamos o uso de todos.

Imagem: esse é o elemento mais importante de um anúncio no Facebook. Portanto, o objetivo da imagem é fazer com que alguém pare de rolar a página e realmente leia o anúncio. O mesmo conceito se aplica a vídeos, carrosséis, apresentações de slides e outros.

Título: o texto do título aparecerá em negrito. Então, a dica é descrever claramente a finalidade do seu anúncio (seja convincente).

Corpo: o corpo do seu anúncio é onde a maior parte do seu conteúdo ficará. Se você escrever um texto, as pessoas precisarão clicar em “Continuar lendo” para ver o resto. Anúncios de formato longo imitam as postagens do Facebook que as pessoas costumam compartilhar em seus perfis pessoais, por isso são tão eficazes (não parecem anúncios).

Descrição: use esta seção do anúncio para incluir uma descrição curta e persuasiva que ajude a convencer alguém a realizar a ação que você deseja. Sua descrição aparecerá em um texto menor abaixo do título do seu anúncio.

Botão de apelo à ação (CTA): o botão de call to action (CTA) é onde você deseja que seu público clique. Os botões mais indicados são: “Saiba mais” e “Inscreva-se agora”, dependendo do objetivo do seu anúncio.

Conclusão

Por fim, agora que você já sabe como usar anúncios do Facebook para vender seu curso online, parabéns! Você está oficialmente armado com mais conhecimento do que outros criadores de infoprodutos que já estão exibindo anúncios e aprendendo com suas tentativas e erros.

Portanto, recomendamos começar devagar e aumentar a escala conforme você descobre o que funciona melhor.

Antes de encerrarmos, saiba que divulgar seu curso online é um passo tão importante quanto escolher a plataforma EAD para vendê-lo.

A dica é escolher a Plataforma EAD Genius, pois reúne os melhores recursos para os criadores de infoprodutos lucrarem com a venda de seus cursos online.

Na Genius você pode cobrar um valor único para liberar o acesso, ou você pode usar o modelo de clube de assinatura, no qual você libera seu conteúdo aos poucos, de forma semanal, mensal, etc.

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

1 resposta em “Como usar anúncios do Facebook para vender curso online”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça parte da Lista Vip

Receba conteúdo exclusivo

Veja mais

®2020 Genius EAD | Todos os direitos reservados​