Definindo MVP: Crie seu infoproduto em 1 semana

Planejando um MVP de Infoproduto

Ainda não sabe o que fazer com sua ideia matadora de infoproduto? Neste guia mostraremos como saltar da ideia ao protótipo em 1 semana.

Mas lembre-se: se você não tiver um produto digital que resolva um problema real para um número suficiente de pessoas, seu negócio não irá longe.

É aí que entra o produto mínimo viável (MVP). Embora possa parecer complicado, os MVPs são super simples e econômicos. Na verdade, você pode transformar sua ideia em um MVP gerador de feedback em poucos dias.

Veja como e por quê.

O que é um MVP?

Antes de mais nada, é importante saber que um MVP – Produto Mínimo Viável é uma versão de teste simplificada, mas altamente valiosa do produto digital pretendido.

Os MVPs oferecem risco baixo e investimento mínimo para você saber o que seu público-alvo deseja, para que possa construir infoprodutos melhores posteriormente.

MVPs são comumente usados ​​por empresas para conhecerem melhor  seu público e o que procuram em um produto. Na verdade, você já deve ter usado um produto criado por MVP: o Twitter.

Os fundadores do Twitter originalmente dirigiam uma empresa de podcasting chamada Odeo. Depois que a Apple entrou na arena do podcasting com o Tunes, os fundadores da Odeo procuraram um novo serviço e surgiram com o Twitter.

Eles primeiro o testaram internamente e depois o lançaram ao público. O sucesso veio em 2007 com a participação dos criadores no SXSW, um dos maiores festivais de cultura e tecnologia do mundo.

Portanto, os MVPs definitivamente funcionam e para criadores de produtos digitais, eles são ainda mais benéficos.

Exemplo de infoproduto:

Digamos que seu objetivo seja vender um infoproduto sobre educação financeira para ensinar outras pessoas a controlarem suas finanças.

Nesse caso você pode construir um curso online de 30 minutos ou um e-book de 10 páginas, por exemplo, e assim discutir algumas etapas fáceis que seu público pode seguir para atingir suas metas financeiras.

No entanto, tenha em mente que seu MVP não deve incluir todos os recursos que você acha que seu público deseja e precisa, isso é algo que você não pode saber até testá-lo.

Em vez disso, seu MVP deve ter apenas os recursos mais essenciais, com os quais você tem certeza de que seu público irá se interessar, mas você ainda precisa confirmar.

Dito isso, não basta lançar um infoproduto de teste e esperar aprender com seu público-alvo, você deve projetar suas estratégias de marketing e vendas de MVP de forma que possa facilmente coletar feedback de seus compradores iniciais para desenvolver um produto ainda melhor para eles mais tarde.

Como projetar seu MVP em 1 semana

Todo o propósito de um MVP é aprender o que seus clientes desejam para que você possa projetar os melhores infoprodutos possíveis para eles. No entanto, isso não significa que você deva se esforçar para projetar seu MVP como faria para lançar um produto digital completo.

Quer leve uma hora ou uma semana inteira para projetar seu MVP, a questão é que você precisa criar o maior valor possível com o mínimo de tempo e recursos.

Projetar seu MVP pode ser resumido em cinco etapas:

1 – Descubra qual problema você deseja resolver.

2 – Saiba mais sobre seu público-alvo e concorrentes.

3 – Projete seu produto e defina métricas de sucesso.

4 – Crie uma página de destino.

5 – Analise os dados e reinicie.

Vamos abordar cada uma dessas etapas abaixo.

Etapa 1: Descubra qual problema seu infoproduto vai resolver

Seu MVP precisa responder a problemas reais que as pessoas comuns estão dispostas a pagar para que sejam resolvidos.

Por quê? Se você não está atendendo a uma necessidade, terá problemas no mercado. A maioria dos negócios online falha porque não existe demanda no mercado para seus infoprodutos, enquanto outros falham porque ignoram seus clientes.

Para evitar o mesmo destino, você precisa conhecer muito bem seus clientes. Infelizmente, negócios grandes e pequenos podem ser levados a pensar que conhecem seu público bem o suficiente para não precisar testar as coisas.

Por exemplo, em 2007, os fundadores do Airbnb postaram fotos de seu apartamento online, sabendo que em breve uma conferência aconteceria na cidade. O experimento rendeu a eles três clientes e uma visão de como sua ideia poderia funcionar.

Ao projetar seu MVP, é vital que você não apenas descubra o que deseja resolver, mas se sua solução é algo que as pessoas estariam dispostas a pagar em sua forma mais básica, como o primeiro aluguel do Airbnb.

Depois de fazer isso, é hora de pesquisar mais sobre seus clientes e concorrentes.

Etapa 2: Pesquise seu público e concorrentes

Pesquisar seu público e seus concorrentes pode lhe mostrar o que seus clientes desejam e quais são suas opções atuais.

Para conduzir uma pesquisa eficaz, você pode fazer o seguinte:

– Compartilhe uma pesquisa do Google com seus seguidores.

– Entreviste seus clientes existentes usando ferramentas como o Zoom.

– Junte-se a um grupo do Facebook ou LinkedIn para aprender mais sobre seu público e seus problemas.

– Use o Google Trends e outras ferramentas de análise de redes sociais para descobrir quais temas são tendências em sua área.

– Use o BuzzSumo para descobrir qual conteúdo é o mais popular em seu nicho e quais dúvidas tem seu público.

Enquanto você pesquisa, lembre-se de que não está apenas procurando informações sobre como criar um infoproduto melhor para seu público. Você também está procurando informações sobre o público em geral.

A ideia é descobrir tudo sobre seus clientes em potencial, por exemplo: idade, renda, sexo, escolaridade, hobbies, etc. Isso ajudará você a entender seus desafios e onde seu produto digital se encaixa.

Depois de ter todas essas informações, você pode condensá-las em algo chamado persona do comprador. Estamos falando de representações fictícias de seus clientes reais usando dados que você reuniu sobre eles.

Para o seu MVP, concentre-se em formar uma persona do comprador específica para garantir que está recebendo feedback direcionado sobre a criação de um infoproduto que agrada um pequeno grupo, antes de tentar atrair um público mais amplo.

Saiba o que outros criadores de produtos digitais estão fazendo

Certamente há outros produtos digitais que tratam do mesmo tema que você escolheu para lançar seu curso online ou e-book. Portanto, é importante saber o que os outros criadores de infoprodutos estão fazendo e o que você pode fazer para se destacar.

Para conduzir pesquisas de concorrentes, você pode usar as seguintes táticas:

– Descubra quem são seus concorrentes diretos e indiretos (os produtos digitais mais populares com um tema semelhante ao seu).

– Veja a página de destino de seus concorrentes para saber mais sobre os recursos, preços, formato e outros detalhes sobre seus infoprodutos.

– Veja quais assuntos eles estão abordando em seu conteúdo.

– Leia comentários de infoprodutos sobre temas da sua área para saber quais deles seu público gosta e por quê.

– Procure por vídeos, blogs e outros canais de conteúdo dos concorrentes para saber mais sobre o que as pessoas gostam neles.

– Veja como eles interagem com seus seguidores nas redes sociais e que tipo de envolvimento estão obtendo de seu público.

– Junte-se à lista de e-mails deles para saber mais sobre como eles falam com seus clientes, como abordam os problemas deles e seus próximos lançamentos ou atualizações.

Basicamente:

Quando se trata de criar seu MVP, vá fundo em sua pesquisa até ter certeza de que conseguirá criar algo que resolva o problema do seu público-alvo. Além disso, veja o que outros criadores de infoprodutos estão fazendo e, em seguida, prossiga para a próxima etapa.

Projete seu infoproduto e defina métricas para o sucesso

Agora é o momento de começar a projetar seu infoproduto. Seu MVP deve incluir apenas recursos que sejam imediatamente valiosos e úteis para seus clientes. Por exemplo, se a ideia é criar um curso online, gravar vídeo-aulas e disponibilizar arquivos de texto em pdf é uma ótima opção.

Depois de definir quais recursos incluir, escolha quais métricas você usará para medir o sucesso do lançamento do seu MVP. As métricas incluem coisas como quantas vendas você faz em um dia e quais horários são melhores períodos de vendas.

Etapa 3: Crie uma página de destino

Uma página de destino (landing page) é uma página para onde você vai direcionar seus clientes potenciais depois que eles lerem sobre seu infoproduto em algum lugar, seja em uma postagem de blog ou nas redes sociais.

O objetivo de uma página de destino é reunir leads (endereços de e-mail). Em suma, as páginas de destino coletam informações de contato de pessoas interessadas em seus produtos digitais.

Embora possam ser simples e pedir apenas o nome e o e-mail, você pode solicitar outras informações como o número do celular para integrar a pessoa a um grupo no WhatsApp que trate do tema do seu infoproduto.

Ao projetar sua página de destino, você deve ter certeza de que:

– Afirma claramente sua oferta e o valor que ela tem para seus clientes.

– É curta e vai direto ao ponto, já que páginas de destino com menos palavras tendem a converter mais.

– Ter uma chamada para a ação que leve os visitantes a fornecer seus endereços de e-mail.

– Possui prova social (como depoimentos) que pode ajudá-lo a converter mais leads em clientes e se destacar da concorrência.

Depois de configurar sua página de destino e coletar o máximo de leads possíveis, a próxima etapa é selecionar uma ferramenta digital para enviar e-mails marketing e assim estimular seus potenciais clientes a fazer a compra do seu infoproduto.

A dica é usar o MailChimp, uma ferramenta gratuita onde você pode cadastrar até 2.000 assinantes e disparar e-mails em massa para toda a sua lista.

Nesta fase seu produto digital já deve estar à venda em uma plataforma EAD, certo?

Escolha a melhor plataforma EAD para vender seu infoproduto

Saiba que a escolha da plataforma EAD (ensino a distância) para gerenciar seu curso online e os pagamentos dos clientes é um fator vital para o sucesso do seu infoproduto. Portanto, não erre na escolha.

A dica é usar a plataforma EAD Genius, uma solução multifuncional que oferece todos os recursos e funcionalidades necessárias para que seu curso online seja um sucesso.

Essa ferramenta é totalmente intuitiva e fácil de usar, tornando mais eficiente o gerenciamento do seu infoproduto. Na Genius você pode hospedar vídeo-aulas, arquivos de texto e outros materiais que pretenda disponibilizar aos alunos do seu curso.

Se a sua ideia é criar um clube de assinatura, a Genius também oferece esse recurso para você liberar seu conteúdo de forma periódica (semanal, mensal, bimestral, etc).

É uma plataforma totalmente segura, permitindo o acesso dos alunos apenas depois do pagamento, que pode ser feito com cartão, boleto ou outros meios (Pagar.me, PagSeguro, etc).

Etapa 4: Colete informações e reinicie seu MVP

Depois de fazer algumas vendas iniciais, busque feedback de seus clientes e analise os dados de sua página de destino. No entanto, tenha em mente que seu MVP não está pronto para um lançamento completo neste estágio, mesmo depois de coletar feedback.

Na verdade, você provavelmente precisará lançar várias versões de seu MVP para garantir que seu infoproduto seja o mais valioso possível para seus clientes.

Voltando ao nosso exemplo de curso online sobre educação financeira, suponha que em seu primeiro lançamento você tenha percebido que os clientes queriam mais informações sobre um determinado assunto, por exemplo, “como planejar a aposentadoria”.

No entanto, seu MVP mostrou que eles acharam essas informações muito vagas quando apresentadas em arquivo de pdf. Então, em seu segundo MVP talvez seja melhor incluir um vídeo mais explicativo.

Depois de várias iterações, você pode finalmente ter obtido seu MVP o mais próximo possível da perfeição. Depois de testado várias vezes, você estará pronto para lançar uma versão final do seu MVP.

Feedback constante

Por fim, se o lançamento do seu infoproduto falhar, não se preocupe, isso significa apenas que você pode precisar ajustar mais algumas coisas em seu curso online.

Mas, quando seu infoproduto for lançado e estiver indo bem, não pense que seu trabalho acabou. Você deve usar estratégias de marketing de produto digital para aumentar suas chances de sucesso.

Independentemente de seu produto digital ser bem-sucedido ou precisar de mais ajustes, sempre busque o feedback de seus clientes para que você possa continuar projetando infoprodutos de interesse do seu público.

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça parte da Lista Vip

Receba conteúdo exclusivo

Veja mais

®2020 Genius EAD | Todos os direitos reservados​